Pular para o conteúdo principal

MONSTROS DO EI ATACAM CRIANÇAS,'Pareciam cenas de filme de guerra':

'Pareciam cenas de filme de guerra': os testemunhos da explosão que deixou ao menos 22 mortos em Manchester


Pessoas correm para deixar Manchester ArenaDireito de imagemREPRODUCAO
Image captionPessoas correm para deixar a Manchester Arena após a explosão, que deixou pelo menos 22 mortos e 60 feridos

Testemunhas da explosão em uma arena de shows que deixou ao menos 22 mortos e 60 feridos na noite desta segunda-feira em Manchester, no norte da Inglaterra, descreveram o incidente como cenas de um "filme de guerra".
A explosão ocorreu na área externa da Manchester Arena, ao final de show da cantora pop americana Ariana Grande. Autoridades locais tratam o caso até o momento como incidente terrorista.
"Quando me levantei e olhei em volta, havia apenas corpos por todos os lados. Contei pelo menos 20 ou 30. Não consigo confirmar se todos estavam mortos, mas definitivamente pareciam mortos", disse à BBC um homem chamado Andy.
A arena tem capacidade para 18 mil pessoas, mas ainda não se sabe quantas pessoas estavam no show. Havia muitas crianças e adolescentes, e o pânico foi ainda maior para jovens que estavam sem os pais.
"Havia muitas crianças desacompanhadas. Eu estava tentando ajudar algumas meninas que vi sozinhas, elas estavam histéricas", contou Anne-Marie.
'O prédio todo balançou'
Emma Johnson contou que ela e o marido foram à arena de shows para buscar as filhas, de 15 e 17 anos.
"Com certeza era uma bomba. Foi no salão, definitivamente. Estávamos no topo da escada e aí o vidro explodiu. Era perto de onde eles estavam vendendo produtos do show", disse ela.
"O prédio todo balançou. Houve uma explosão, depois um lampejo de fogo. Nós saímos correndo e tentamos encontrar as crianças e, ainda bem, conseguimos nos salvar para contar a história."

'Parecia cena de filme de guerra'

Andy estava no salão, perto da entrada para a arena, esperando sua mulher e sua filha. Ele disse à BBC que o que viu parecia cena de "um filme de guerra".
Com a força da explosão, Andy foi jogado no chão.

Mulher é confortada após ataque em ManchesterDireito de imagemPETER BYRNE
Image captionMulher é confortada após ataque em Manchester

"Quando levantei e olhei em volta, havia corpos por todos os lados. Acho que contei uns 20 ou 30. Não consigo dizer se eles estavam mortos, mas pareciam."
"Eles estavam cobertos de sangue, gravemente machucados", descreveu.
"A primeira coisa que fiz foi correr para dentro da arena para encontrar minha família. Não consegui, então voltei ao local onde estavam os feridos para ver se elas estavam entre eles."
"Ao mesmo tempo, eu comecei a ajudar os serviços de emergência o melhor que eu podia enquanto tentava encontrar minha esposa e minha filha."
Ele encontrou as duas, que estavam em segurança, mas contou que havia "crianças e adolescentes deitadas, deseseperadas e gritando".

'Fiquei com um buraco no pé'

Gary Walker é da cidade de Leeds e sua mulher estava a apenas alguns metros de onde ocorreu a explosão, esperando a saída das filhas.
Ele disse à BBC: "Nós ouvimos a última música e fomos lá, então veio aquele flash de luz forte, o estrondo e a fumaça. Senti muita dor no meu pé e na minha perna."
"Virei para a minha mulher, que estava do meu lado, e ela disse que precisava se deitar. Ela ficou com uma ferida no estômago e provavelmente quebrou uma perna também."
"Estou com um buraco no meu pé cheio de estilhaços. Fiquei surpreso que consegui sair com ferimentos tão leves."

Polícia em ManchesterDireito de imagemPETER BYRNE/PA

Walker disse que viu pedaços de metal, que podem ter vindo da explosão, e que as pessoas usavam mesas como macas.

Crianças 'histéricas'

Anne-Marie estava no show com sua filha de 13 anos de idade. Ela disse à BBC que, no momento da explosão, todos ficaram em pânico.
"Sentimos o prédio chacoalhar e de repente parecia haver fumaça por todos os lados."

Polícia em ManchesterDireito de imagemDAVE THOMPSON/GETTY
Image captionPolícia classifica explosão como 'terrorista', mas ainda não se sabe o que causou o incidente

"As pessoas caíam pelo chão achando que poderia haver um homem armado ali. Os seguranças estavam tão perdidos como as outras pessoas, e era realmente cada um por si."
Anne-Marie disse que havia muitas crianças sozinhas na Manchester Arena.
"Havia muitas crianças desacompanhadas. Eu estava tentando ajudar algumas meninas que estavam sozinhas, elas eram da idade da minha filha. E estavam histéricas."

'Pessoas esmagadas no chão'

Rachel estava com a filha de 14 anos no show. Para evitar a demora na saída da arena, elas decidiram sair um pouco antes do fim da apresentação de Ariana Grande.
"Quando estávamos saindo ouvimos um estrondo enorme. Na hora pensei que tínhamos perdido algo do show, mas quando nos viramos havia uma multidão descendo as escadas, pessoas caindo no chão. Peguei minha filha e corremos. Havia gente sendo esmagada no chão."

Imagens mostram momento da explosão em show de Ariana Grande em Manchester

Imagens mostram momento da explosão em show de Ariana Grande em Manchester

Antonio do Carmo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PAULA MAGALHÃES, FILHA DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES, DONA DE 33% DA REDE BAHIA, É A DONA DA AXXO

"VOCÊ FAZ FAXINA?" "NÃO, FAÇO MESTRADO. SOU PROFESSORA"

ELIKA TAKIMOTO: COTAS, ESCOLA PÚBLICA. A REALIDADE É DURA MAS MUTÁVEL.