LA VUE, OBRA SUSPENSA. E AGORA, GEDDEL VAI DIZER QUE O BANQUEIRO DETERMINOU AO TRIBUNAL DE JUSTIÇA?

TRIBUNAL DE JUSTIÇA SUSPENDE A OBRA QUE ACM (o Neto "experto" do Senador) LIBEROU, IRREGULARMENTE, À PEDIDO DE GEDDEL.



O Desembargador Jirair Meguerian, do Tribunal Regional Federal da 1a Região, deferiu uma liminar e suspendeu a construção da polemica obra do edifício La Vue, na Ladeira da Barra, suspendendo também a venda dos imóveis.
O O polêmico empreendimento está sendo construído pela empresa Cosbat e é bastante criticado pelos impactos ambientais. O assunto foi levado ao Ministério Público Estadual pela Associação de Amigos e Moradores da Barra (Amabarra) e pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB). O prédio deverá ter 30 andares e 106 metros de altura.

GEDDEL ATACOU A CÂMARA, ACM DISSE QUE NÃO TINHA NADA DEMAIS, O QUE EXISTE POR TRAZ DESTA HISTORIA?

A Câmara de Vereadores de Salvador, em particular o vereador Gilmar Santiago, questionaram o empreendimento irregular: "o prédio "agride o patrimônio histórico e ambiental" da localidade. A gestão concedeu alvará de construção com base de "um parecer isolado do coordenador do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Bruno Tavares"..

GEDDEL, EM UMA REAÇÃO ESTRANHA QUE REFORÇA O QUE SE COMENTA NO MEIO POLÍTICO, ATACOU A CÂMARA DIZENDO QUE OS VEREADORES ESTAVAM A SERVIÇO DO BANQUEIRO MARIANI QUE TEM CASA NA REGIÃO.

(Comenta-se que ele seria o dono da construtora envolvida, que construiu aqueles prédios no Clube Espabhol, A COSBAT)

OLHA O NÍVEL DAS CONSTRUTORAS ENVOLVIDAS E VEJAM SE NÃO TEM COISA AÍ:

O Le Vue é da Cosbat Empreendimento em parceria com a Viva Ambiental e Serviços – empresa que deixou o ramo de coleta de lixo para serviços imobiliários. Já a Cosbat coleciona irregularidades, dentre elas, a publicada pelo site Bocão News em que a construtora é acusada de não pagar R$ 60 mil a uma terceirizada.

ACM APROVA SEM RESPEITAR O PARECER DA TÉCNICA DA PRÓPRIA SUCOM:

Foi desconsiderado o parecer do ETELF. É um escritório que da parecer sobre obras em locais importantes da cidade. É composto por representantes da SUCOM e do IPHAN. Estas técnicas recomendaram que fosse ouvido o IPAC, o que não aconteceu.
A obra irregular vinha seguindo em frente até o embargo.
ACM, provocado, disse que a obra não tinha nada demais, atendendo ao pedido do associado Geddel.
Porque Geddel reagiu assim? Comenta-se no meio político e da imprensa, que a Construtora Cosbat, na verdade seria de sua propriedade, por isso de sua reação precipitada ao ver em perigo a obra, onde cada apartamento CUSTA R$ 2 MILHÕES, O MAIS BARATO DOS ANDARES INFERIORES.E agora.? Será que Geddel vai atacar o Desembargador?
E a Câmara? Ao ver um dos seus atacados não reagiu, pelo contrário, tentou a todo custo (e conseguiu) impedir que o Vereador Gilmar Santiago aprovasse uma sessão especial para discutir o tema, E AGORA?
Antonio do Carmo
 d

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PAULA MAGALHÃES, FILHA DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES, DONA DE 33% DA REDE BAHIA, É A DONA DA AXXO

"VOCÊ FAZ FAXINA?" "NÃO, FAÇO MESTRADO. SOU PROFESSORA"

ELIKA TAKIMOTO: COTAS, ESCOLA PÚBLICA. A REALIDADE É DURA MAS MUTÁVEL.