Subprefeitos não passam de agentes políticos de ACM Neto

Gilmar Santiago denuncia uso da maquina a serviço da (tentativa de) reeleição do prefeito

Depois da confissão de Reinaldo Braga Filho, na radio Metropole, que as prefeituras de bairros são dirigidas por cabos eleitorais nomeados pelo prefeito,  "ele me ligou e dizia: 'estou lhe mandando três currículos; você me traga um nome para nomear'.
O Vereador Gilmar Santiago, do PT, escancarou: "Não tenho dúvida de que as prefeituras-bairro desempenham um papel central de atividade política e eleitoral nas comunidades em que estão inseridas, principalmente no que diz respeito à cooptação de lideranças, que não passam de agentes políticos do prefeito"
segundo o petista, o objetivo das subprefeituras deveria ser a descentralização dos serviços, no entanto, "passaram a atuar como verdadeiros comitês eleitorais, o que compromete a qualidade do trabalho nos bairros".
FUNCIONA ASSIM:
O vereador do prefeito, (ou algum que ele queira eleger) chega em determinada área no bairro, que esteja carente de algum serviço, oferece os préstimos, a subprefeitura faz o serviço e o candidato "cobra"  a gratidão em votos. Isto funciona em áreas que estejam no barro hà décadas, chega a promessa de asfalto, arreia duas, tres caçambas, pronto. Tá ali o voto. (e o uso escancarado da maquina pública em troca de voto)

E A "ONG" DA MÃE DO PREFEITO?

"Eficiente" no contato com as lideranças, D. Rosário, agora trabalha "legalizada" através de uma ONG criada, que tem inclusive contato com a prefeitura, trabalhando abertamente junto às "lideranças" dos bairros. Como está isto? É legal? é ético? 
Antonio do Carmo


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PAULA MAGALHÃES, FILHA DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES, DONA DE 33% DA REDE BAHIA, É A DONA DA AXXO

"VOCÊ FAZ FAXINA?" "NÃO, FAÇO MESTRADO. SOU PROFESSORA"

ELIKA TAKIMOTO: COTAS, ESCOLA PÚBLICA. A REALIDADE É DURA MAS MUTÁVEL.