EDUARDO CUNHA E AS CONTAS DA SUÍÇA. DETALHES


"MP da Suíça diz que esquema usou 23 contas em 4 países


Investigação do Ministério Público da Suíça mostra que os recursos atribuídos ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), circularam por ao menos 23 contas bancárias no exterior como forma de ocultar sua origem. Entre saques e depósitos que abasteceram as quatro contas em nomes de offshores que têm o deputado como beneficiário, os ativos transitaram por bancos em Cingapura, Suíça, Estados Unidos e Benin.
Valor de US$ 500 mil chama a atenção dos investigadores e será um dos principais focos da apuração a partir de agora. Eles suspeitam que o dinheiro seja fruto de outros esquemas de corrupção para além do apurado pela Petrobrás, mas que também tenham sido desviados de contratos públicos. Cunha nega ter contas fora do País.
As quatro contas bancárias atribuídas ao presidente da Câmara e à mulher dele, Cláudia Cordeiro Cruz, não declaradas à Receita, receberam R$ 23,2 milhões, segundo a Suíça. Na principal delas, uma espécie de “conta-mãe” aberta no banco Julius Baer, foi bloqueado o equivalente a R$ 7,4 milhões em abril deste ano. Documentos enviados pelas autoridades do país comprovam que um negócio de US$ 34,5 milhões fechado pela Petrobrás em 2011 no Benin, na África, serviu para irrigar as quatro contas.


Conta suíça de mulher de Cunha pagou academia de tênis e cursos no exterior

Brasília - A conta aberta na Suíça em nome da mulher do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Cláudia Cordeiro Cruz, foi usada para pagar despesas pessoais da família do parlamentar. Aberta em fevereiro de 2008, a conta recebeu 12 repasses no valor total de US$ 1,050 milhão até janeiro do ano passado oriundos de uma das offshores de Cunha - a Triumph SP, que tem conta também na Suíça. A conta em nome de Cláudia foi registrada no nome fantasia de Kopek e pagou gastos de cartão de crédito, academia de tênis na Flórida e cursos na Espanha e no Reino Unido.


Entre 4 de agosto de 2011 e 15 de fevereiro de 2012, foram transferidos US$ 119,795 mil da conta de Cláudia à universidade espanhola Esade. A publicitária Danielle Cunha, filha do presidente da Câmara, fez MBA na instituição entre agosto de 2011 e março de 2013 - período que compreende o tempo em que foram feitos os repasses. A informação consta no perfil de Danielle em uma rede social. Danielle negocia desde março, um mês depois que Cunha assumiu a presidência da Câmara, serviços de marketing político para deputados.


O presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha 

No total, foram feitos pagamentos pelas contas da esposa do peemedebista a duas companhias de cartão de crédito: a Corner Card recebeu da conta da esposa do parlamentar US$ 525,157 mil entre janeiro de 2013 e abril de 2015. Só entre agosto do no passado e abril deste ano foram pagos US$ 156,275 mil no cartão. A American Express também recebeu pagamento oriundo das contas de Cláudia, no valor de US$ 316,573 mil entre junho de 2008 e outubro de 2012.
A conta secreta da esposa do parlamentar também pagou US$ 8,405 mil para a Malvern College, em maio de 2008, escola no Reino Unido. Os gastos incluem ainda curso na famosa escola de tênis de Nick Bolletieri, a IMG Academies, que tem como ex-aluna a premiada Maria Sharapova. A escola, que tem várias unidades nos Estados Unidos, tem sede na Flórida.
Por fim, os investigadores suíços identificaram ainda US$ 52,421 mil de pagamento a uma pessoa física, em um banco na Inglaterra, entre 2008 e 2009. (QUEM SERÁ?)
(transcrito do Estado de São Paulo)
Antonio do Carmo 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PAULA MAGALHÃES, FILHA DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES, DONA DE 33% DA REDE BAHIA, É A DONA DA AXXO

"VOCÊ FAZ FAXINA?" "NÃO, FAÇO MESTRADO. SOU PROFESSORA"

ELIKA TAKIMOTO: COTAS, ESCOLA PÚBLICA. A REALIDADE É DURA MAS MUTÁVEL.