REVOLUÇÃO NA INFORMAÇÃO NA BAHIA, DENTRO DO FOGO DE MONTURO.

PEDRO CARIBÉ PREPAROU UM MOVIMENTO QUE, QUANDO ANDAR MAIS, VAI AJUDAR A LEVAR A INFORMAÇÃO DE QUALIDADE A MILHÕES NA BAHIA.


Vejam a idéia que transcrevo no Blog:
"Caros, integro um desafio há alguns meses: a Rede de Mídia Livre e Audiovisual Bahia1798. O objetivo é realizar um mapeamento com iniciativas de comunicação e cultura na Bahia na internet, e posteriormente compartilhar essas práticas numa plataforma.
A plataforma está no forno com a contribuição inestimável da Colivre. Para além das diversas funcionalidades, estamos nos preparando para algum grau de autonomia na rede.
O mapeamento na sua primeira etapa selecionou mais de 150 iniciativas nos 27 Territórios de Identidade, a maioria contemplada pelo Fundo de Cultura. Muitas são por si só referências na internet, e o mais importante é descobrir quem ou o quê essas iniciativas consideram como fontes nas suas comunidades.
Na segunda etapa do mapeamento vamos destacar movimentos sociais espalhados em todo o estado. O lançamento será através de um encontro em Salvador, tudo financiado a partir da seleção em editais da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.
Até o momento já descobrimos práticas encantadoras, e contamos com sua contribuição para enviar novas iniciativas, inclusive aquelas que faz parte. Pode ser produção de notícias, vídeos, fotografias, ilustrações, jornalismo, opiniões, música. Basta acessar o questionário a seguir:https://docs.google.com/…/1DsHvDjWmIrMlBgyVS97U03…/viewform…
Mais informações você pode acessar na nossa página no facebook. Quem são as pessoas envolvidas, quais os princípios que norteiam nossa concepção de mídia livre, como vamos destacar o audiovisual e etc.
Abraços"
Mapeamento de fluxos de informação de práticas culturais e comunicativas no estado
DOCS.GOOGLE.COM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PAULA MAGALHÃES, FILHA DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES, DONA DE 33% DA REDE BAHIA, É A DONA DA AXXO

"VOCÊ FAZ FAXINA?" "NÃO, FAÇO MESTRADO. SOU PROFESSORA"

ELIKA TAKIMOTO: COTAS, ESCOLA PÚBLICA. A REALIDADE É DURA MAS MUTÁVEL.