GOVERNADOR FOI FIRME E CORRETO. POLICIA NÃO É PRA MORRER EM CONFRONTO COM TRAFICANTE.

  
POPULAÇÃO NÃO APOIA ROMANTISMO DE QUEM TÁ FORA DA REALIDADE


A população da periferia de Salvador está apoiando a ação da PM no bairro do Cabula e a declaração do governador Rui Costa dando apoio à corporação.
POLICIA NÃO É PARA CAIR EM COMBATE. ROMANTISMO À PARTE.
 Não se deve vacilar nesta questão. Os fatos foram concretos. Um grupo de traficantes armados, fazem o confronto com guarnições da Rondesp. 11 são mortos e 4 feridos. Todos com entrada na policia por tráfico de drogas.
Pessoas bem intencionadas e equivocadas, começam  a bradar uma cantilena de "exterminação de jovens  negros da periferia". Ora, quando o confronto acontece, observa-se quem está armado e atirando e não a cor da pele. Nós negros, objetivamente, somos maioria nos bairros periféricos onde acontecem os confrontos com o tráfico.  E, naturalmente, a tendência é que a maioria sejam de negros.
o governador agiu corretamente ao dar garantias à tropa, na medida em que ajam dentro da lei, como foi o caso da estrada das Barreira.


Antonio Santos do Carmo

Comentários

  1. Infelizmente por conta de ter que viver em uma cidade que o crime organizado apoiado por aqueles que ver tal "exercito", como seguimento eleitoral,na pratica de delitos vil,onde se executa sem a menor piedade,criando uma legião de substitutos na liderança e conflitando entre eles,onde a população civil e um mero detalhe.Infelizmente,mães e parentes defendemos filhos mesmo sendo matadores e traficantes,assaltantes O ser negro,a maioria envolvida e circunstancia e peculiaridade da maioria populacional do nosso Estado.A PM recuperou sua imagem e função constitucional,que vinha sendo questionada. Que assim continue.parabéns Governador.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

"VOCÊ FAZ FAXINA?" "NÃO, FAÇO MESTRADO. SOU PROFESSORA"

PAULA MAGALHÃES, FILHA DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES, DONA DE 33% DA REDE BAHIA, É A DONA DA AXXO

ELIKA TAKIMOTO: COTAS, ESCOLA PÚBLICA. A REALIDADE É DURA MAS MUTÁVEL.