CALMA! LEVY NÃO RECEBEU MILHÕES DE VOTOS.

FOI DILMA. ESQUECERAM?

Amplos setores da esquerda, dos mais consequentes aos..., estão reagindo à possível indicação do Joaquim Levy como futuro Ministro da Fazenda, como se fosse o pior dos mundos, como se, de repente, Dilma não fosse Dilma e rasgasse os compromissos de campanha, promovendo um violento corte nos investimentos da área social.
Bobagem. 
Dilma não está dando um cavalo de pau na concepção (vitoriosa) que garantiu ao governo enfrentar grave  crise internacional e apresentar resultados melhores do que os países da Europa e até mesmo os do BRICS em determinadas áreas.
No principal, não ao Arrocho salarial não ao desemprego, fortalecimento do mercado interno e forte investimento no social, a concepção está mantida.
Quem recebeu os votos foram Dilma e não Levy. Agora é lógico, nos marcos atuais da economia e de avanços da sociedade brasileira, que é necessário que Dilma apresente uma equipe econômica que gere um clima geral que favoreça ao crescimento econômico e a estabilidade da economia que interessa aos trabalhadores.
NÃO DÁ PRA SE GUIAR PELAS ANÁLISES DOS ESTADÃO E FOLHA DA VIDA.
É a impressão que passa é que as análises que esses veículos da grande imprensa fazem, com uma visão pessimista, com deformações acerca de uma "herança maldita" deixada por  Dilma para Dilma, donos da verdade mais do que o próprio governo, recém eleito, terminam influenciando boas cabeças.
o quadro dessa turma é um quadro de desastre, de desemprego, de recessão, de fracasso da economia conduzida por Dilma, mesmo que a realidade aponte em outra direção, como mostram os índices baixos do desemprego anunciados recentemente. 
Enfim, voto de confiança total em Dilma.
Antonio do Carmo


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PAULA MAGALHÃES, FILHA DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES, DONA DE 33% DA REDE BAHIA, É A DONA DA AXXO

"VOCÊ FAZ FAXINA?" "NÃO, FAÇO MESTRADO. SOU PROFESSORA"

ELIKA TAKIMOTO: COTAS, ESCOLA PÚBLICA. A REALIDADE É DURA MAS MUTÁVEL.